Sites Grátis no Comunidades.net Wordpress, Prestashop, Joomla e Drupal Grátis
Translate this Page
Enquete
Qual o tema de sua preferência neste site?
Casamento
Separação
Ganhe com a internet
Dicas de jogos
Folheados
Informática básica
Receitas
Produtos
Ver Resultados







Partilhe este Site...



 

BUSQUE NOTÍCIAS AQUI 

 

SEU CONTATO É MUITO IMPORTANTE!

Contribua com nosso site participando das pesquisas, compartilhando nas redes sociais e mandando suas perguntas sobre o assunto de seu interesse através do mural de recados ou faça seu cadastro através da página "contatos" e receba em seu e-mail as informações solicitadas.

 



 



Total de visitas: 17760
Separação
Separação

 

Dados comprovam que os casamentos, de geração em geração, vêm se dissolvendo com mais freqüência. A consequência desta triste realidade, é que, os jovens, com excesso de liberdade dada pelos pais, e com intuito de se libertarem mais cedo da família, por motivos que lhe são convenientes, partem para um casamento precocemente, sem até mesmo conhecerem direito seus parceiros. Quando na convivência do dia a dia, percebem que não é como imaginaram, então se iniciam, com frequência, as brigas do casal, muitas vezes até por motivos fúteis e partem para separação como se fosse um simples rompimento de um namoro. 

E quando essa separação já está decidida, mas, já há filhos, muitos casais se prendem ao relacionamento por causa deles. Em primeiro lugar devo dizer que, filhos não prendem casamento algum. É necessário manter um casamento por esse motivo, se possível, até que o filho tenha uma idade para entender, e quando ainda se consegue conviver em harmonia, do contrário, a separação é necessária. 

Sendo a segunda opção inevitável, ou seja, a situação torna-se insurpotável sem a mínina condição de harmonia, o que não deverá existir, é a briga com a presença dos filhos, principalmente com xingamentos, alteração de voz e acusações.

Nessa altura, não mais importa discutir quem errou, mas sim, pensar na cabeça da criança, principalmente se estiver em fase de desenvolvimento. Jamais se deve ser egoísta neste momento, e ter a clareza de entender com quem ele(filho) vai ficar mais à vontade. Pra quem ama, é bem melhor sofrer, a faze-lo sofrer. Pensando assim, com certeza, estará usando de justiça e estará pensando na felicidade dele. 

Quem já passou ou passa por esse tipo de situação, sabe o quanto é desgastante. A separação deve ser para o bem de todos, de uma maneira pacífica já que não se tem mais argumentos a discutir. Quando se esgotam todas as possibilidades, o casal deve de comum acordo, resolver tudo em questão; os filhos, a casa, o carro, enfim, todos os bens conquistados a dois, e isso, também costuma ser muito desgastante até que se encontre a solução. 

A briga pelo guarda da criança, normalmente não passa de uma forma de um tentar agredir o outro, o que jamais deverá acontecer; isso gera para a criança, além de um grande sofrimento, também uma dúvida e um certo medo com quem vai ficar. Deve-se se levar em consideração e permitir que a criança faça a sua própria escolha. Outra questão muito importante é nunca tentar colocar o filho contra o outro, afinal, “o feitiço pode virar contra o feiticeiro” e a criança pode sentir raiva, pois para ela tanto o pai quanto a mãe, são seus heróis, e por essa razão, deve-se omitir os reais motivos da separação do casal, esclarecendo somente o necessário, como a fazendo entender que as pessoas se separam por não se gostarem mais, mas, que nunca vão abandoná-los, e que, simplesmente, vão morar em casas separadas. 

Para que não haja remorsos, é necessário se tomar decisões muito bem pensadas, sem precipitações para obter uma conclusão racional. Evite tomar atitudes precipitadas, pois a fase pós-separação não é nada fácil de suportar. Antes de mais nada, reveja suas atitudes, faça uma inversão dos fatos, coloque-se no lugar do outro e tente ver o que você faria ou a forma que agiria no lugar, estando contrária à situação. Na fase de solidão, é natural que surjam as lembranças de felicidade, de juras, dos lugares, das músicas, enfim, de todos os bons momentos, principalmente se um ainda gostar muito do outro. 

Agora, se o fato for consumado, não se isole do mundo. Dê outra chance para a sua felicidade. Saia, divirta-se, conheça outras pessoas, faça amizades. A vida não termina com uma separação, ela deve continuar. Com o tempo verá que toda tormenta um dia passa. Olhará para trás, e verá que tudo passou. Nunca acredite nessa história de “fundo do poço”, é pura mentira.

Sempre haverá um novo dia para recomeçar! E quando essa fase passar, compreenderá que tudo, por mais difícil que possa parecer, é extremamente suportável, e que faz parte das nossas vidas.

Abra o seu coração em busca da felicidade que sempre estará à sua espera.

 

Aguarde lançamento do e-book com todas as dicas e conselhos sobre o assunto. 


 

 

Acesse aqui e confira as novidades que a Dafiti tem pra você!


 

Presenteie a quem você ama, revenda ou afilie-se gratuitamente obtendo excelentes comissões.

Novidades - Ofertas - Brincos - Pingentes - Anéis - Gargantilhas - Pulseiras - Conjuntos - Tornozeleiras - Brincos de argola - Piercings - Zircôneas - Saquinhos - Mostruários - Caixinhas - Broches - Etiquetas - Alianças - Masculino - Esotéricos - Infantil - Letras - Correntaria - Artigos religiosos - Strass - Resinados - Apliques & Cia.
 

Clique no banner e confira as novidades da Imagem e Folheados


Leia mais!

Confira os livros mais vendidos, clicando no banner do abaixo do Submarino